Acéfalos: Outubro 2009

segunda-feira, outubro 26

Nietzsche e o Bonde do Tigrão!!!

(Por Thiago “Tubarão” Lapolli, maio de 2008)

Muitas pessoas não sabem, mas a música “Cerol Na Mão” (Furacão 2000) é uma poesia que foi composta tendo como base uma vasta sabedoria dos pensamentos do filósofo Nietzsche.

Leiam trechos da letra com a resenha a seguir para entenderem melhor:

1- “Então martela, martela, martela o martelão”
- Esse trecho faz uma apologia clara ao famoso Martelo de Nietzsche, onde ele propõe que o homem destrua as moralidades que o aprisionam. Ele dizia que um homem que não sofresse das submissões morais impostas pela Igreja teria a capacidade de crescer na sociedade. Também criticava as idéias “fictícias” de “bondade” de filósofos como Platão.

2- “Que dançar, quer dançar, o tigrão vai te ensinar”
- O trecho “quer dançar?” seria o equivalente a “quer pensar?”, onde o compositor convida o ouvinte a entrar na dança do pensamento. E “tigrão” é um gíria para “super-homem”. Nietzche defendia que o homem que se libertasse da submissão e desenvolvesse uma moralidade ativa, guerreira e audaz, se tornaria um super-homem.

3- “Vou passar cerol na mão, assim, assim.
vou corta você na mão, vou sim, vou sim.”

- Com o verbo “cortar” o compositor, muito inteligente, fala da atitude de Nietzche em querer destruir os ídolos vazios, corta-los da sociedade. Pois a adoração por símbolos impede o homem de aprender a valorizar a riqueza, a beleza, a força e a mudança de seu caráter.

4- “vou aparar pela rabiola, assim, assim,
Vou trazer você pra mim, vou sim, vou sim”

- O compositor, nesse trecho, se mostra um belo estrategista. Ele quer trazer as pessoas a pensarem com ele. Por isso ele cantava para o “povão”, composto em sua maioria por pessoas mal instruídas. Ele, generoso, queria ensinar-lhes algo. De nada adiantaria ele tocar em shows de rock’n roll ou rap para pessoas inteligentes que já são esclarecidas. Agia como um “Cavalo de Tróia” entre o “povão”.

5- “levante a mãozinha na palma da mão, é o Bonde do tigrão!”
- E finalmente, o trecho mais audaz de todos! As pessoas que levantam a mão e aplaudem, é porque entenderam a mensagem dessa música genial e também queriam se tornar “Tigrões” (ou seja, o super-homem de Nietzsche). Elas iam de roupas sinuosas aos shows e dançavam até o chão não por haver pornografia na música, mas em protesto pelas religiões que ditavam comportamentos e doutrinas. Faziam uma sátira as morais vigentes que oprimem o ser humano.

O compositor foi genial ao sentir a necessidade de trazer a filosofia de Nietzsche para o povo. Pois seus pensamentos são adequados ao mundo competitivo no qual vivemos hoje. Porém, infelizmente, sua obra sofreu censura. Provavelmente parte de uma conspiração do governo e da igreja para as pessoas não pensarem, pois o homem que pensa é livre.

Para ouvir a música Clique no link abaixo! Lembre-se que cultura e conhecimento nunca são demais!
http://br.youtube.com/watch?v=gUEsXffEvpI