Acéfalos: Brasil - O País do Futuro ! ! !

quinta-feira, janeiro 26

Brasil - O País do Futuro ! ! !

Notícia
Em Davos - O banco de investimentos Goldman Sachs mantém a sua previsão de que o Brasil será a quinta maior economia do mundo em 2050, e que é parte integrante dos chamados Brics.
A sigla "Bric" é composta pelas iniciais do Brasil, Rússia, Índia e China, e foi criada em outubro de 2003 em um relatório do Goldman Sachs. Segundo a projeção do banco de investimentos, em 2050 as maiores economias do mundo serão, em ordem decrescente, China, Estados Unidos, Índia, Japão e Brasil, Rússia, Alemanha, Reino Unido, França e Itália.


O que podemos dizer disso? Até 2050 Jim O'Brien (criador da tese) não estará mais vivo. Eu não estarei mais vivo. Alguém se lembrará dessa previsão?

Será que quero que o Brasil seja uma potencia econômica? Não! A sedução capitalista é efêmera e ser 5° maior economia quer dizer que os ricos estarão muito mais ricos, mas não garante igualdade social.

Vou aproveitar para iniciar minha cruzada anti dinheiro.
Vocês se perguntaram: Anti dinheiro?
Eu quero dizer exatamente isso: O fim da moeda no mundo.
Se não houver moeda, não haverá essa história de maior economia. Pode ser que continue a existir desigualdade, mas aí outras ações serão necessárias para se fazer uma humanidade mais justa.
Uma sociedade anarquista dispõe do trabalho voluntário de todos com a finalidade de evolução da humanidade.
Então surge outra pergunta: Como vou comer, o que vou vestir?
Todos nós comeremos e nos vestiremos melhor. Se nada custa, então podemos ter tudo que temos necessidade. Haverá quem trabalhe em fábricas de carros e também médicos. Se tem fome, vá comer! Terá alguém na lanchonete para te servir. A diferença é que não será necessário pagar.
Os voluntários do campo vão nos fornecer comidas para quem estiver na cidade, assim como os voluntários da cidade irão fornecer automóveis e energia para os rurais.

Mas isso é só uma introdução. Vou querer me debruçar mais tempo em outra ocasião.
Só concluindo, o mundo sem dinheiro, com trabalho voluntario derrubaria qualquer fronteira no mundo. Sendo assim, não exitiria Davos, nem Bric, muito menos Goldman Sachs.
Como disse Salomão Schwartzman: em 2050 estarei morando em frente a um bar, trabalhando com que gosto, e fazendo um pouco de sexo, porque ninguém é de ferro (mesmo com 84 anos)

2 Comments:

Anonymous Tato said...

Nada contra uma sociedade mundial que não use qq tipo de moeda. mas ao ver vc falar, sempre tenho a impressão que vc esquece que não foram os capitalistas que inventaram o dinheiro, ele surgiu por uma necessidade natural de sobretaxar as coisas.

10:01 AM  
Blogger Philip Leck said...

Minha crítica não se refere simplesmente ao capitalismo. O comunismo que foi instituido no mundo pressupõe desigualdade social por ser totalitário pregando classes em prol do bem comum, inclusive. O fato que descreveu sobre a sobretaxa está relacionada ao feudalismo (outro sistema que prega desigualdade)- no momento que o camponês não havia dinheiro para pagar seus impostos com o fruto de seu trabalho (agrícola ou artesão) recorria a moeda feudal. Quando houve a mercantilização desses materiais pelos burgueses o sistema feudal de trocas passou a se tranformar em sistema capitalista.

12:32 PM  

Postar um comentário

<< Home